Obesidade Infantil

A obesidade infantil é um dos maiores problemas de saúde atualmente. Várias complicações – como diabetes mellitus tipo 2, hipertensão arterial, problemas de colesterol e triglicérides – já afetam nossas crianças e adolescentes obesos. Além disso, criança obesa tem 80% de chance de ser um adulto obeso se não for tratada adequadamente na infância.

O tratamento da obesidade infantil requer muita disciplina e força de vontade para mudar hábitos de vida, aumentar atividade física e se alimentar adequadamente. Por isso, a melhor maneira de lidar com essa doença é a prevenção.

A prevenção da obesidade infantil deve iniciar já na gestação: a gestante deve ter bons hábitos alimentares e evitar excesso de ganho de peso na gravidez. O aleitamento materno é um dos pilares da prevenção de obesidade: criança amamentada no peito tem menos risco de desenvolver obesidade.

A introdução de novos alimentos na infância também é tarefa importante para evitar obesidade. Deve ser incentivada a introdução e manutenção de verduras, frutas e legumes e evitar alimentos industrializados.

Cuidado na introdução de alimentos com excesso de açúcar e gordura é fundamental. Oferecer precocemente esses alimentos muda o paladar da criança, assim ela poderá deixar de aceitar alimentos saudáveis por serem menos palatáveis.

A educação alimentar é fundamental para toda a população. A forma mais eficaz de se combater a má alimentação é por meio do conhecimento dos grupos alimentares, da importância de cada um deles, das quantidades que devem ser ingeridas por refeição, dos horários a serem seguidos e das consequências de uma dieta desequilibrada.

Uma alimentação saudável é essencial, não podemos deixar de pensar em lanches saudáveis no dia a dia escolar (lancheiras saudáveis devem fazer parte da rotina das crianças).

Criança precisa gastar energia, brincar, se exercitar. Brincadeiras como pega-pega, esconde-esconde, amarelinha, pular corda, jogar bola devem ser incentivadas. Vídeo game, jogos eletrônicos, computador e TV devem ser limitados em torno de 2 horas por dia. A prática de esportes também ajuda na prevenção da obesidade.

Detecção precoce de ganho acelerado de peso é fundamental para prevenção de obesidade. Para isso a criança deve ter um acompanhamento pediátrico de rotina, no mínimo três vezes ao ano, para que o pediatra examine a criança, faça uma investigação sobre os hábitos alimentares e confirme o peso, a estatura e o índice de massa corpórea dessa criança. Atividades físicas, brincadeiras ao ar livre, pequenas caminhadas devem ser introduzidas na rotina das crianças.

Quando a criança necessita de tratamento para Obesidade infantil o terapeuta ocupacional pode auxiliar nas mudanças de rotina, quando se refere as atividades de vida diária e prática. Podemos auxiliar na introdução de atividades e brincadeiras para auxiliar a perda de peso.

Fabiana Monteiro Coelho

Crefito 11582-TO

31 97125-1411